Programação

ABERTURA

PLANEJAMENTO DA PRODUÇÃO (NOVOS SISTEMAS DE PROPAGAÇÃO)

DIFERENTES ASPECTOS NA COLHEITA EM PAÍSES PRODUTORES DE AGROENERGIA

SUBPRODUTOS - ALIADOS OU PROBLEMAS?

ALMOÇO

GESTÃO NO NEGÓCIO - PROCESSOS E FERRAMENTAS DISPONÍVEIS

ASSOCIATIVISMO E POLÍTICAS PÚBLICAS

ENCERRAMENTO

Carlos Graminha Gerente de Contas Estratégicas, John Deere, São Paulo, Brasil.

Formação: Engº Mecânico Automobilístico- FEI, MBA Gestão Empresarial FGV. Experiência Profissional: - 08 Anos em indústria Automotiva – 1982 a 1989, cargo Supervisor de Confiabilidade do Produto, dedicados ao setor agrícola de cana de açúcar (motores movidos a Etanol), - 20 Anos em Grupo Sucroalcooleiro – 1990 a 2009, cargo Gerente Corporativo de Manutenção Agrícola, (equipamentos para todo o processo de produção agrícola), - Desde 2009 até a presente data, cargo de Gerente de Contas Estratégicas para América Latina, segmento cana de açúcar, na John Deere. (Suporte a clientes complexos e Globais).

Eduardo de Lima CEO, Millenium Bioenergia, São Paulo Brasil.

Graduado em Comunicação pela Universidade Paulista e Técnico em Meio Ambiente pelo SENAC - SP CEO da Millenium Bioenergia SA, companhia responsável pelo desenvolvimento de projetos na modalidade FULL FLEX (cana e milho no mesmo) no Mato Grosso, Florida US e Queensland AU. Mais de 20 anos de experiência no desenvolvimento de projetos de geração e cogeração de energia convencional e renovável. Iniciou atividades no setor de açúcar e álcool prestando de serviços à CPFL BRASIL participando de vários projetos de cogeração e na pesquisa do primeiro projeto de Biodigestão Anaeróbica da vinhaça para produção de Gás Natural Renovável - GNR. Participa ativamente da promoção do mercado de biocombustíveis de 1ª e 3ª geração através do processamento de cereais e algas para a produção de Etanol Combustível.

Eduardo Romão Presidente, ORPLANA, Ribeirão Preto, Brasil.

Produtor Rural, engenheiro Agrônomo formado pela ESALQ/USP, Pôs graduado em Logística Empresarial pela UNESP/Bauru. Atual Presidente da ORPLANA (Organização de Plantadores de Cana da Região Centro Sul do Brasil) e Presidente da ASSOCICANA (Associação dos Plantadores de Cana da Região de Jaú).

Fatima Cristina Cardoso Gerente Geral,Solidaridad Network, São Paulo, Brasil.

Fátima Cristina Cardoso é gerente geral da Solidaridad no Brasil. Bacharel em Jornalismo e Mestre em Ciências Ambientais pela Universidade de São Paulo, é também especialista em Economia pela Fundação Getúlio Vargas. Possui, ainda, especialização em Administração de Empresas pelo Programa Internacional da Universidade da Califórnia, Berkeley, e é membro do Programa de Liderança Ambiental Beahrs (ELP) também em Berkeley. Trabalhou como repórter e editora nos principais jornais do Brasil por mais de 20 anos e tem uma longa experiência com projetos de desenvolvimento rural e governança ambiental. Em 2010, ela se juntou à Fundação Solidaridad, primeiro como gerente de programas de cana-de-açúcar e algodão, e a partir de 2013 como gerente geral no Brasil.

Felix de Castro Neto Proprietário, FNC Tecnologia Eireli-EPP, São Paulo, Brasil.

Graduação em Engenharia Mecânica pela Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo (1974), Mestrado na área de Engenharia Agrícola (Máquinas Agrícolas), com créditos concluídos pela Unicamp. Durante carreira profissional atuou nas empresas: Irmãos Nogueira Máquinas Agrícolas e Motores, como Gerente de Engenharia de Produtos; Centro de Tecnologia COPERSUCAR, como Engenheiro Especializado Nível II na área de Projetos Mecânicos Agrícolas; Como Consultor das empresas DMB Máquinas e Implementos Agrícolas, INCOMAGRI Ltda; MOTOCANA Máquinas e Implementos Agrícolas; EQUIPAV Açúcar e Álcool, entre outras. No ano de 2003 constituiu a empresa FCN Tecnologia Ltda. e, desde então vem atuando como empreendedor e dirigente da empresa. Trata-se de empresa de soluções que desenvolve conceitos, fabrica e comercializa máquinas agrícolas voltadas ao setor canavieiro, além, de arrendamento mercantil dos respectivos projetos (royalties).

Guilherme Nastari Diretor, DATAGRO, São Paulo, Brasil.

Diretor da DATAGRO desde 2005. Diretor da Associação de Exportadores de Açúcar e Álcool (AEXA), desde 2009. Participou como consultor de diversos projetos de consultoria dos mercados de açúcar e etanol pela DATAGRO. Sendo que os principais clientes são produtores de áçúcar, etanol, biodiesel, trading companies, bancos, distribuidores de combustível, governos e ONGs. - Mestre em Agroenergia - Fundação Getúlio Vargas - SP - Brasil - Bacharel em Economia – IBMEC São Paulo - SP - Brasil

Günther Knak Gerente Executivo da Diretoria de Agronegócios , Banco do Brasil, Brasília, Brasil.

Em breve.

Haroldo Torres Sócio - Diretor, Companhia Brasileira de Custos Agropecuários-CBCA, Piracicaba, Brasil.

Economista pela Universidade de São Paulo e mestrado em Ciências (Economia Aplicada) pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da Universidade de São Paulo. Atualmente é doutorando em Ciências (Economia Aplicada) pela ESALQ/USP, gestor de projetos do Programa de Educação Continuada em Economia e Gestão de Empresas - PECEGE/ESALQ/USP e sócio-diretor da Companhia Brasileira de Custos Agropecuários - CBCA. Possui experiência especialmente na área de Economia Agrícola, com ênfase no desenvolvimento de modelos e sistemas voltados principalmente para os seguintes temas: análise de projetos, valuation, análise de custos de produção e pesquisas nos setores citrícola e sucroenergético.

Henrique Junqueira Franco Coordenador da Divisão Agrícola do Laboratório Nacional de Ciência e Tecnologia do Bioetanol , CTBE, Campinas, Brasil.

Henrique C. Junqueira Franco é formado em Engenharia Agronômica pela UNESP/Jaboticabal (1996-2000). Mestre em Agronomia (2001-2003) pelo programa de Produção Vegetal (UNESP/Jaboticabal). Doutor em Agronomia (2004-2008) pelo Programa em Solos e Nutrição de Plantas da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ/USP). Pós Doutor (2008-2010) no Laboratório de Isótopos Estáveis do Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA/USP). Visitante Acadêmico na Universidade de Queensland, Brisbane - Austrália (2011-2012). Vem trabalhando com a cultura de cana-de-açúcar desde 2004. Atua no emprego de técnicas de manejo agrícola para a produção de biomassa de cana-de-açúcar. Sua principal linha de pesquisa está relacionada com o manejo de fertilizantes, corretivos e resíduos da indústria sucroenergética (palha, torta de filtro, vinhaça e cinzas) na produção de biomassa. Coordenador da divisão Agrícola do CTBE.

Ismael Perina Presidente, Sindicato Rural de Jaboticabal, São Paulo,Brasil.

Engenheiro Agrônomo formado pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” campus de Jaboticabal em Julho de 1980. Produtor Rural Atualmente. Diretor Financeiro da Cooperativa de Livre Admissão da Região de Guariba (SICOOB COOPECREDI). Membro do Conselho dos Produtores de Cana, Açúcar e Álcool do Estado de São Paulo (CONSECANA). Vice Presidente e Diretor Operacional da Cooperativa Central de Crédito do Estado de São Paulo (SICOOBSP). Membro do Conselho Superior do Agronegócio da Fiesp (COSAG). Presidente da Câmara Setorial do Açúcar e do Álcool (MAPA) Membro do Conselho de Administração da Fundação de Apoio a Pesquisa Agrícola (FundAg) Membro do Conselho de Administração da Associação dos Fornecedores de Cana de Guariba (Socicana) Ex-Presidente da Organização dos Plantadores de Cana da Região Centro-Sul do Brasil (ORPLANA)

José Antonio Mayorga Sirera Presidente dos Produtores, Feplana, Nicáragua.

Engenheiro industrial da Universidade Centro Americana (UCA). Trinta anos dedicados ao cultivo de cana de açúcar. Presidente da Associação de Produtores de cana de açúcar do Ocidente. "Aprico Nicarágua." Primeiro presidente do “Fepcana” - organização formada por Guatemala, El Salvador, Honduras e Nicarágua. Membro da junta diretiva da União dos Produtores Agropecuários da Nicarágua. (Upanic)

José Guilherme A. Nogueira Superintendente, Socicana, Guariba, Brasil.

Especialista em Estratégia Empresarial e Coordenação de Sistemas Agroindustriais. Mestre em Administração de Empresas pela FEA/USP. Pós graduação em gestão executiva pela FGV/EAESP. Engenheiro Agrônomo formado pela FCAV / UNESP. Participou de diversos projetos nas áreas de: Coordenação de Sistemas Agroindustriais, Análise de Atratividade para Empresas, Inteligência de Mercado e Planejamento Estratégico e de Marketing para organizações no mercado sucroenergético. Atualmente é Superintendente da Socicana.

Luiz Carlos Dalben Diretor Presidente, Agrícola Rio Claro, Lençóis Paulista, Brasil.

Formação: Eng. Agrônomo, formado em 1979- UNESP- Botucatu - SP Pós-graduação: Gestão Ambiental pela USP- Faculdade de Saúde Pública em 2.000. Atividades Profissionais: Pesquisador por dois anos (1981/1982) no Instituto do Açúcar e Álcool (IAA), no Planalsucar (área de Melhoramento Vegetal). Gestor no Grupo Zillo – Lorenzetti (atual Zilor) – Usina Barra Grande na área de Motomecanização, por 5 anos (1982 a 1986). Consultor no setor Sucroenergético desde 1987 em mais de 50 Usinas em 9 (nove) estados brasileiros nas áreas de Gestão de Manutenção Automotiva, Mecanização Agrícola, Dimensionamento e Gestão de Frota, Processos de Qualidade e Manejo de Biomassa. Produtor e fornecedor de Cana-de-Açúcar na região de Lençóis Paulista - SP, com uma produção de trezentas e dez mil toneladas de cana por safra (310.000 toneladas/safra). Outras Atividades: Diretor-Presidente da Associação dos Plantadores de Cana do Médio Tietê - ASCANA. Membro efetivo do Plano Diretor Municipal de Lençóis Paulista – SP. Vice-presidente da Associação Rural de Lençóis Paulista – SP. Conselheiro da Orplana- Organização de Plantadores de Cana da Região Centro- Sul do Brasil.

Marco Antônio Gobesso Gerente de Marketing de Cana, AGCO, Ribeirão Preto, Brasil.

Gerente de Marketing Produto Cana de Açúcar – AGCO. Engenheiro Agrônomo com mais de 20 anos de atuação no setor de máquinas agrícolas, especialmente área de mecanização das atividades de plantio e colheita de cana de açúcar. Formado em Pinhal – Turma 1991, também tem MBA em Gestão Empresarial pela FGV e MBA em Marketing pela ESALQ/USP.

Marco L. C. Ripoli Diretor de Marketing de Produto para América Latina, CASE IH, Sorocaba, Brasil

Marco Lorenzzo Cunali Ripoli, nascido em Piracicaba (SP), é Diretor de Marketing de Produto para América Latina da CASE IH em Sorocaba, SP. Engenheiro Agrônomo formado pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ/USP) em 1999, com foco em Máquinas Agrícolas e Economia e Administração Agroindustrial, com Residência Agronômica realizada na University of California – Campus Davis em 1999, mestre em Máquinas Agrícolas (Mapeamento das Produtividades de Palhiço de Cana-de-Açúcar com uso de Agricultura de Precisão, 2000) pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ/USP) em 2001, doutor em Energia na Agricultura (Sistemas de Recolhimento de Palhiço de Cana-de-Açúcar, FCA/UNESP, 2004). Tem experiência de mais de 22 anos no segmento sucroalcooleiro brasileiro e mundial, com planejamento e gerenciamento de marketing de linhas diversas de produtos (colhedoras de cana, algodão, pulverizadores e plantadoras) na América Latina e Global. Atuou também nas áreas de vendas, inteligência de mercado e marketing estratégico. É autor de 5 livros e mais de 10 capítulos em livros técnicos no Brasil, Estados Unidos e África. Participou de diversas bancas de Mestrado e Doutorado, com dezenas de artigos científicos publicados em congressos nacionais e internacionais. É membro/consultor ad hoc da FAPESP, FACEPE e do Comitê de Bioenergia da ABAG. Realizou dezenas de palestras e viagens técnicas por mais de 20 países. Além disso, se dedica a programas de mentoria / coaching the profissionais do mercado agrícola e é empreendedor no mercado alimentício com a produtos de origem canavieira.

Marcos Fava Neves Professor, FEA/USP, Ribeirão Preto, Brasil.

Marcos Fava Neves, nascido em Lins (SP), é professor titular da FEA/USP em Ribeirão Preto. Engenheiro Agrônomo formado pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq/USP) em 1991, mestre em Administração (Estratégias de Arrendamento Industrial na Citricultura, FEA/USP, 1995), doutor em Administração (Planejamento de Canais de Distribuição de Alimentos, FEA/USP, 1999), livre-docente em Planejamento e Gestão Estratégica (2004) e professor titular (2009). É também pós-graduado em Agribusiness & Marketing de Alimentos na França (1995) e em Canais (Networks) de Distribuição de Alimentos na Holanda (1998/1999). Foi coordenador do Pensa – Programa de Agronegócios da USP –, de 2005 a 2007, criador do Markestrat (Centro de Pesquisas e Projetos em Marketing e Estratégia da USP), em 2004 e também foi chefe do Departamento de Administração em duas gestões (2000-2002 e 2010-2012). É autor e organizador de 55 livros publicados no Brasil, Argentina, Estados Unidos, África do Sul, Uruguai, Inglaterra, Cingapura, Holanda e China. Orientou 37 teses de doutorado e mestrado na USP, participou de 150 bancas, tendo publicado mais de 130 artigos científicos internacionais, 340 artigos em congressos no Brasil e no exterior, 470 artigos na grande imprensa, sendo o professor mais citado da FEA/USP Ribeirão Preto. Já ofereceu 22 cursos de Mestrado e Doutorado e 118 disciplinas de graduação na USP, tendo ajudado a formar mais de 1.100 administradores de empresas, economistas e contadores. É especializado em planejamento e gestão estratégica. Articulista do jornal China Daily, de Pequim e foi articulista da Folha de S. Paulo, além de escrever artigos para O Estado de S. Paulo e Valor Econômico. Escreveu também dois casos para a Universidade de Harvard em 2009 e 2010 e um para a Purdue University em 2013. Além da atividade de professor, realizou 100 projetos públicos e privados em cinco países diferentes para diversas organizações, tendo apoiado estratégias públicas e privadas transformadoras. Trabalhou ou foi membro de Conselhos das seguintes organizações: Botucatu Citrus, Vallée, Lagoa da Serra (CRV); Renk Zanini, Inova, Embrapa, Serviço de Informação da Carne, Associação Mundial de Agronegócios, Cooperativa Coplana, Cooperativa Holambra, Ouro Fino, Canaoeste e Orplana (Organização dos Plantadores de Cana), onde foi o responsável pelo plano estratégico de 2014 que reestruturou a associação. Realizou (até o final de 2016) 900 palestras em 22 países, sendo um dos pesquisadores brasileiros mais conhecidos no exterior em sua área de pesquisa.

Marcos Landell Diretor, Centro de Cana do IAC, Campinas, Brasil.

Marcos Guimarães de Andrade Landell, engenheiro agrônomo UNESP/Jaboticabal, concluiu o doutorado em Agronomia (Produção Vegetal) também pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho em 1989, e atua na área de Agronomia, com ênfase em Melhoramento Vegetal. -É Pesquisador Científico do Instituto Agronômico de Campinas desde 1982, coordenador do Programa Cana IAC desde 1995, -É coordenador do Grupo Fitotécnico de Cana desde 1992; -É Presidente da Comissão Técnica Sucroenergética do Estado de São Paulo; - Diretor do Centro APTA Cana IAC desde 2002. - Possui 21 capítulos de livros publicados e coordenou a publicação de 2 livros. - Publicou 97 artigos em periódicos especializados e 84 trabalhos em anais de eventos. - Coordenou o processo de criação de 22 novas cultivares de cana-de-açúcar liberadas principalmente nos últimos dez anos.

Maria Christina C. G. Pacheco Presidente , ASSOCAP, São Paulo, Brasil.

Christina Pacheco tem uma combinação única de educação e experiência que engloba agricultura, matemática, análise de sistemas, tecnologia, ecologia e globalização. Por mais de 30 anos tem sido a quarta geração a gerenciar uma propriedade de 440 hectares de plantação de cana em Capivari-SP. Christina é uma ardente proponente de um desenvolvimento sustentável, a sua fazenda é considerada um modelo de agricultura eco-amigável. Christina Pacheco desde 1992 reflorestou toda a mata ciliar ao redor das represas e cursos de água da propriedade. Este projeto foi o pioneiro da Consórcio dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiai. Nestes últimos anos é a presidente da Associação dos Fornecedores de Cana de Capivari-SP, e diretora da ORPLANA – Organização dos Plantadores da Cana da Região Centro Sul do Brasil. Christina em sua experiência globais nos anos de 2006 e 2007 participou da Comissão de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas representando produtores através da Federação Mundial de Produtores, com sede em Paris. Em Maio de 2012 participou na Universidade de Nebrasca da Conferência Water for Food como palestrante. Mora atualmente na Fazenda em Capivari-SP, mas viveu em Itabuna-BA, Recife-PE, Gainesville-FLA, Ithaca-NY, Nova York-NY, Lima- Peru e Niamey- Niger e Brasília-DF. Christina Pacheco tem licenciatura em Matemática da UNICEUB- Brasília e graduou com lovor em Programação de Computador na Control Data em Nova York.

Miguel Hernandez Diretor Regional, Bonsucro, Londres, Reino Unido.

EDUCAÇÃO • Pós-graduado na Promoção de Exportações Universidade Niels Bröck da Dinamarca / Universidade de Engenharia da Nicarágua • Mestre em Administração de Empresas com Ênfase em Desenvolvimento Sustentável INCAE, Costa Rica • Engenheiro Agrônomo El Zamorano, Honduras • Engenheiro Agrônomo El Zamorano, Honduras TRABALHO • Diretor para a América Latina da Bonsucro Responsável por representar e coordenar todas as atividades da Bonsucro na região em parceria com os membros e as partes interessadas.

Plinio Mario Nastari Presidente, DATAGRO, São Paulo, Brasil.

Plinio Nastari é presidente da Datagro Consultoria, com escritórios em São Paulo, Recife, Santos e New York, e clientes em 41 países, é mestre e doutor em economia agrícola pela Iowa State University. Foi diretor executivo e presidente do Conselho Diretor da Associação Brasileira de Engenharia Automotiva, membro de comitês técnicos do Conselho Interministerial do Açúcar e do Álcool, Comissão para Reexame da Matriz Energética, e Comissão de Energia Nacional. Assessorou produtores, bancos, tradings e governos desde os primórdios do Proalcool no Brasil, em 1978. Durante 18 anos foi professor de micro e macro economia nos programas de graduação e pós-graduação da Fundação Getulio Vargas em S.Paulo. Em disputas internacionais, atuou como coordenador da defesa do Brasil no caso das exportações de álcool do Brasil para os Estados Unidos, junto à Corte Internacional de Comércio em Washington, e foi o economista responsável pelos casos do açúcar, bananas e pneus contra a Uniao Européia, junto à Organização Mundial de Comércio, em Genebra. A Datagro tem assessorado a maior parte dos investidores e bancos que tem realizado negócios em açúcar e etanol no Brasil nos últimos anos.Organizadores de conferências em New York, São Paulo e Araçatuba.

Timothé Masson Economista, World Association of Beet & Cane Growers -(WABCG), França.

Em breve

Vinícius Casselli Diretor, ABGD, São Paulo, Brasil.

• Mestre em Engenharia Florestal. USP, conclusão em 2012. Especialização em Processamento de Biomassa. • Pós-Graduação em Project Management. Universidade da Califórnia, conclusão em 1999. • Pós-Graduação em Marketing. Universidade da Califórnia, conclusão em 1999. • Graduação em Engenharia Agronômica. USP, conclusão em 1997. EXPERIÊNCIA PROFISSIONAl - 15 anos de experiência em equipamentos para colheita florestal, processamento de biomassa e resíduos industriais e urbanos.

Patrocinadores do Evento